Bitcoin não cairá em uma espiral deflacionária?

A teoria da espiral deflacionária diz que se preços são esperados a cair, pessoas vão adiar suas compras para conseguir se beneficiar dos preços mais baixos. Essa queda em demanda fará com que comerciantes baixem os preços de suas mercadorias, para estimular a demanda, trazendo um problema pior ainda e acabando em uma crise econômica.

Embora esta teoria seja uma maneira popular para justificar a inflação entre os bancos centrais, não parece sempre que são verdadeiras e é considerada polêmica entre os economistas. Eletrônicos de consumo é um exemplo de um mercado em que os preços caem constantemente, mas que não está em depressão. Do mesmo modo, o valor de bitcoins aumentou ao longo do tempo e ainda o tamanho da economia Bitcoin também tem crescido dramaticamente com ele. Porque tanto o valor da moeda e do tamanho de sua economia começou do zero em 2009, o Bitcoin é um contra-exemplo para a teoria mostrando que deve, por vezes, estar errada.

Não obstante, o Bitcoin não foi projetado para ser uma moeda deflacionária. É mais certo dizer que o Bitcoin tende a inflacionar nos seus primeiros anos e se tornar estável futuramente. A quantidade de bitcoins em circulação só irá cair quando as pessoas descuidadosamente perderem suas wallets por não fazer backups. Com uma base monetária e a economia estáveis o valor da moeda deverá permanecer a mesma.