O Bitcoin já foi “hackeado” no passado?

As regras do protocolo e da criptografia usadas pelo Bitcoin ainda estão funcionando anos após a sua criação, o que é uma boa indicação de que o conceito é bem desenhado. No entanto, falhas de segurança foram encontradas e corrigidas ao longo do tempo em várias implementações de software.

Como qualquer outra forma de software, a segurança de software Bitcoin depende da velocidade com que os problemas são encontrados e corrigidos. Quanto mais essas falhas são descobertas, mais o software Bitcoin ganha em maturidade.

Muitas vezes há equívocos sobre roubos e violações de segurança que aconteceram em diversos intercâmbios e negócios. Embora esses eventos sejam infelizes, nenhum deles envolvem o próprio Bitcoin ser hackeado, nem implica falhas inerentes em Bitcoin, apenas como um assalto a banco não significa que o real esteja comprometido.

No entanto, é preciso dizer que um conjunto completo de boas práticas e soluções de segurança intuitivas é necessário para dar aos usuários uma melhor proteção do seu dinheiro, e para reduzir o risco geral de roubo e perda. Ao longo dos últimos anos, esses recursos de segurança desenvolveram rapidamente, como criptografia de carteira, carteiras offline, carteiras de hardware e transações multi-assinatura.